Nossa História



No ar desde 1967, a Rádio Progresso ainda na frequência AM foi um dos primeiros veículos de comunicação criado pelo Grupo Bezerra de Menezes. Ao longo de mais de quatro décadas, a Rádio, também conhecida pelos ouvintes como “A Emissora do Povo”, se mostra presente no dia a dia dos Caririenses, levando Notícias, Cultura Informações de Utilidade Pública e diversão em um conteúdo diversificado, com destaque para o Jornalismo e o Esporte.

Líder em audiência entre as AMs há exatos 49 anos.

Em 2013, com a edição do Decreto 8.139, teve-se início o processo de migração das emissoras do AM para o FM

Em 18 de Março de 2016, A Rádio Progresso AM de Juazeiro do Norte, Terra do Padre Cícero Romão Batista, popularmente conhecida pelos seus devotos e fiéis, entrou para história da radiodifusão Brasileira, a rádio é a primeira emissora do Brasil a realizar a sua migração do AM para o FM, uma grande conquista e um grande sonho da sua atual administração.

Hoje a Emissora se chama FM PROGRESSO 97,9 - A PRIMEIRA DO BRASIL, transmitindo sua Programação Musical, Jornalística e Esportiva, através de sua frequência em FM, não esquecendo dos seus grandes ouvintes em todo o mundo que pode ouvir a programação atravês do site (www.fmprogresso979.com.br), aplicativo próprio (clique aqui para baixar) disponível para aparelhos móvel (Smartphones e Tablet´s), no site www.radios.com.br e através do seu aplicativo radiosnet.
A Música do Passado, o Jornalismo e a Utilidade Pública são as principais marcas de programação da rádio que conta com repórteres e correspondentes de toda a região do Cariri. 

Sempre seguindo seu compromisso de estar perto do ouvinte, a FM PROGRESSO trata de assuntos do cotidiano da população local sempre com uma linguagem regional, força e credibilidade dos seus comunicadores, fazendo da emissora uma paixão Caririense.




Hoje, a FM PROGRESSO sob nova direção através do seu DIRETOR / PRESIDENTE o Sr. Antonio Benedito, que conta com uma larga experiência no contexto em prestação de serviços à população. É Bacharel em Direito, cumpriu um mandato de Vereador de Destaque na Câmara Municipal de Juazeiro do Norte tendo como Principal Projeto onde a proposta da então gestão Raimundo Macêdo que tinha a intenção de tornar um patrimônio público em um patrimônio da família Macêdo, o Hospital e maternidade São Lucas, como vereador Antonio Benedito conseguiu vetar a ação, deixando a Unidade como patrimônio do Povo de Juazeiro.

7 comentários:

  1. Na sua inauguração em 1967, eu fui um dos ganhadores do pr~emio de participação (falar por carta como estava o som chegando no seu caráter esperimental) ganhei um rádio de pilhas "Transmak", na época, fabricado em Juazeiro. Parabém a todos o que fazem esta rádio! FRANCISCO DE ASSIS SILVA - hoje resindente em São Paulo, mas, filho de Santana do cariri-CE. (meu contato: prezadoassis@ig.com.br 11 399434.25)

    ResponderExcluir
  2. boa noite sou eu a elane vai eu e mais 10

    ResponderExcluir
  3. Marcos Eduardo Barbosa da Silva29 de maio de 2018 13:53

    Gostaria de ouvir a música "Sou Refém" do Marcos Diskarado. Grande sucesso que ta vindo com tudo.

    ResponderExcluir
  4. gostaria de ouvir a musica,,,Barreiras do cantor brunno carvalho,,Alice fernandes p\alberto velasque,,beijos

    ResponderExcluir
  5. A emissora chegou em outro patamar com a chegada de João Hilário e Murilo Siqueira.

    ResponderExcluir
  6. A paz dos moradores do bairro Lagoa Seca, nas proximidades do bairro Jardim Gonzaga, tiveram sua paz retirada desde que o MERCADÃO DAS FLORES se instalou na rua Arnóbio Bacelar Caneca. No período de inverno, basta dar um vento ou uma chuva fina que o alarme dispara e passa muito tempo até que o alguém chegue para desativar... quando chega, já que em algumas situações o barulho dura a noite inteira. Isso aconteceu nessa madrugada, quando o alarme disparou após uma hora e foi desligado apenas às sete e meia da manhã. As noites de chuva, que deveriam ser de paz e bem-estar, são verdadeiros períodos de tortura com um barulho ensurdecedor que acorda bebês, idosos e pessoas que vão levantar cedo para trabalhar. No inverno passado várias foram os contatos com funcionários e com o proprietário, e nada foi feito! A tormenta se repete esse ano! O dono do estabelecimento justifica que o seu celular não o avisou que o alarme tinha sido disparado, porém a causa não é o celular, mas sim um alarme instalado inadequadamente, que dispara com qualquer neblina. Mesmo quando o mesmo é avisado por seu celular, o tempo que demora para alguém chegar ao imóvel para silenciar o alarme, já tem acordado todos que moram nas proximidades, especialmente nos imóveis da rua Genário de Oliveira, que fica atrás do Mercadão. Já ligamos para a polícia que nos comunicou que nada pode fazer, resolvendo apenas se fizermos um Boletim de Ocorrência e entrarmos com um processo (cujo resultado não é imediato). Estamos agora apelando para a mídia implorando que nos ajude a cessar esse tortura que temos vivido.
    Agradeço desde já pela atenção!

    ResponderExcluir